Ao darem formação em finanças pessoais aos seus colaboradores, as empresas estão a contribuir para o aumento das competências das pessoas de uma forma transversal. Numa primeira perspetiva, essas competências destinam-se a melhorar a gestão das finanças pessoais dos colaboradores, mas naturalmente, essas melhores competências (e consciência) sobre fundamentos de gestão financeira, passam a fazer parte do conhecimento geral das pessoas, que as utilizarão as todas as circunstâncias das suas vidas, também as profissionais.
Empresas que formam os seus colaboradores em gestão de finanças pessoais, estão assim a contribuir simultaneamente para pessoas mais bem preparadas profissionalmente, com uma consciência financeira mais apurada, o que lhes permitirá tomar decisões e dar contributos mais valiosos nas atividades do dia a dia das empresas.
Luís Lourenço
Headmaster at Your Money Watcher

Your Money Watcher